sábado, 25 de outubro de 2014

DIREITOS HUMANOS - CONQUISTAS RECENTES

Olá pessoal.


Conforme combinamos estou postando o material para que vocês possam tecer suas considerações acerca de alguns direitos conquistados pelos brasileiros. A proposta é que vocês separem os direitos que estão efetivamente ao alcance da população daqueles que constam apenas no papel. Lembrem-se de tecer as devidas justificativas.



Com a redemocratização a partir do fim do Regime Militar, setores sociais e sujeitos muitas vezes negligenciados passaram a ocupar mais espaço e exercer o direito de se manifestar. De 1988 em diante a sociedade civil começou a se articular em Organizações Não Governamentais e outras associações com o intuito de representar grupos marginalizados dentro da sociedade devido aos aspectos econômicos, sociais, culturais, físicos e religiosos. Realizaram conferências e formaram comitês de modo a sistematizar o processo de democracia. Formalizaram demandas reais do povo para os governos que culminaram em conquistas de direitos e políticas afirmativas.

1988 – Constituição Cidadã

A Constituição de 1988, também chamada de Constituição Cidadã, refletiu inúmeras lutas, conquistas e mobilizações sociais pela democracia e justiça social. Ela foi promulgada em 5 de outubro de 1988 e é a mais democrática de toda a nossa história. A Carta ampliou os direitos individuais, coletivos, sociais e políticos. Consagrou esses direitos para todos, contemplando as chamadas minorias, incluindo índios e quilombolas. Também consagrou incontáveis direitos com cláusulas pétreas – ou seja, imutáveis. Inovou nos direitos sociais, com um capítulo bastante abrangente e avançado, e também nas garantias, além de criar instrumentos de tutela coletiva e de proteção ao cidadão. Ela foi a consagração do regime democrático. A Constituição Brasileira de 1988 significa enorme avanço conceitual e jurídico para a promoção dos Direitos Humanos. Foi a partir dela que outras medidas e instâncias oficiais tiveram garantias para a consolidação dos Direitos Humanos. Entre elas destacam-se:

1997 – Secretaria Nacional de Direitos Humanos



A Secretaria Nacional de Direitos Humanos foi criada pelo Decreto nº 2.193, de 7 de abril de 1997, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso. Em 28 de maio de 2003 ela passou a ser Secretaria Especial dos Direitos Humanos, conforme mudanças feitas pela Lei 10.683/03, ganhando status de ministério. Ela é o “órgão da Presidência da República que trata da articulação e implementação de políticas públicas voltadas para a promoção e proteção dos direitos humanos”. Em 25 de março de 2010, a secretaria foi transformada em órgão essencial da Presidência e passou a ser denominada Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. Fonte: http://www.sdh.gov.br/

2006 – Lei Maria da Penha

A Lei 11.340/2006, conhecida como Lei Maria da Penha, foi uma grande conquista para as mulheres brasileiras. Ela promoveu maior rigor nas punições para as agressões e violências contra a mulher, no âmbito doméstico ou familiar. O nome da lei homenageia Maria da Penha Maia Fernandes, que foi brutalmente atacada pelo marido durante seis anos de relacionamento. Ela sofreu duas tentativas de homicídio e, em decorrência disso, ficou paraplégica.

Direitos LGBTTT no Brasil

O reconhecimento legal de direitos LGBTTT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e

Transgênero) no Brasil (igualdade de direitos entre casais homossexuais e heterossexuais e o combate à discriminação, por exemplo) tem avançado nas últimas décadas. Embora ainda não haja uma legislação permitindo o casamento gay no Brasil, em 05 de maio de 2011, o STF (Supremo Tribunal Federal) reconheceu, em decisão unânime, a equiparação da união homossexual à heterossexual.

A luta contra o preconceito e discriminação por orientação sexual tem apresentado maiores avanços em nível estadual e municipal (com constituições estaduais e leis orgânicas municipais) que em nível federal. Para as pessoas transexuais e travestis, o Ministério da Saúde prevê a realização do procedimento de transgenitalização, além do tratamento e serviço de acompanhamento profissional, tudo fornecido pelo SUS (Sistema Único de Saúde). A possibilidade de essas pessoas terem o direito de escolha quanto ao tratamento nominal também tem sido reconhecida pela justiça em várias partes do país, como, por exemplo, no Estado de São Paulo, por meio do Decreto Estadual Nº 55.588/2010.

Programa Nacional de Direitos Humanos

Desde 1996, o Brasil tem realizado Conferências Nacionais de Direitos Humanos. Inspirado na recomendação da Conferência Mundial dos Direitos Humanos (Viena, 1993), para que cada Estado prepare o seu programa de direitos humanos, o país vem promovendo um amplo processo de consultas à sociedade e iniciou a formulação do Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH). A 11ª Conferência aprovou a estrutura geral do PNDH-3. Com base nos direitos e garantias conquistados pela Constituição e com um novo programa nacional, os Direitos Humanos tornaram-se um compromisso do governo brasileiro e passaram a ser conduzidos como política pública. O país foi um dos primeiros a atender às recomendações da Conferência de Viena.

Fonte: http://www.sedh.gov.br/

2008 – Pessoas portadoras de deficiência – Ratificação da Convenção

Em 09 de julho de 2008, o Brasil ratificou o primeiro tratado internacional com status constitucional de sua história. Trata-se da Convenção da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. Isso quer dizer que, a partir de então, a Convenção passou a integrar a legislação brasileira. Essa Convenção, a primeira do século XXI, foi construída com a participação de organizações de deficientes de todo o mundo. Ela marca uma mudança de paradigma nas atitudes e abordagens em relação aos portadores de deficiência. Busca reconhecê-los como sujeitos de direitos e não apenas como objeto de proteção social ou do Estado. O documento consolida todos os direitos dos cidadãos com deficiência e proíbe a discriminação em todos os aspectos da vida, garantindo-lhes os direitos civis, políticos, econômicos e sociais, bem como à educação, aos serviços de saúde e à acessibilidade.

2013 – Ampliação dos Direitos do Trabalhador Doméstico

Os empregados domésticos são aqueles que prestam serviços de natureza contínua (frequente) e de finalidade não-lucrativa à pessoa ou à família, no âmbito residencial destas. Em 2 de abril de 2013, a Emenda Constituicional nº 72 trouxe novos direitos aos empregados domésticos. São eles: relação de emprego protegida contra despedida arbitrária ou sem justa causa; seguro-desemprego; FGTS; remuneração do trabalho noturno superior ao diurno; salário família; jornada de trabalho normal não superior a 8 horas diárias e 44 horas semanais; remuneração do trabalho extraordinário; redução dos riscos inerentes ao trabalho; assistência gratuita aos filhos e dependentes; reconhecimento das convenções e acordos coletivos; seguro contra acidente de trabalho; isonomia salarial e proibição de qualquer discriminação; proibição do trabalho noturno, perigoso ou insalubre ao menor de 18 anos, além de todos os demais direitos que já eram garantidos pela Constituição Federal e leis anteriores.

quinta-feira, 19 de junho de 2014

ROTEIRO DE ANÁLISE DO FILME “A ONDA”

Caros alunos
Conforme combinamos, segue o roteiro para elaboração de trabalho referente ao filme "A Onda". Para realizá-lo procure dotar-se do espírito de autonomia intelectual, deixando-se conduzir pelo desejo de aprofundar os temas discutidos em nossas aulas. Bom trabalho.

SOCIOLOGIA
1-    O filme tem como ponto de partida o curso sobre AUTOCRACIA ministrada pelo professor Rainer Wenger. O que esse tema significa? Como ele é desenvolvido no filme?

2-    Como você avalia a mudança que o professor promove no ambiente físico (disposição das carteiras) no início do curso? Uma simples alteração no ambiente é capaz de modificar as relações ente os membros de um grupo? Justifique.

3-    Uma das questões levantadas pelo professor para introduzir a discussão sobre a temática do curso foi  “ qual é o primeiro requisito para que uma ditadura possa se desenvolver”. Como você responderia a esta questão?

4-    Como você analisa a exigência feita pelo professor para que as pessoas se levantassem para falar? E quanto ao uso do uniforme?

5-    Como você analisa o comportamento do personagem Tim, ao demonstrar grande entusiasmo diante das propostas do professor?

6-    Ao longo do filme, percebemos que os laços que unem os membros do grupo vão  se solidificando. Que elementos tornaram possível essa solidificação?

7-    O  filme  mostra a vida particular de alguns alunos e seu relacionamento com seus pais. A maioria dos pais assume uma postura “liberal”, no sentido do “laissez-faire”, possivelmente com medo de dar diretrizes e assumir um papel autoritário. Esse modelo de educação pode ser considerado o modelo ideal para as gerações atuais? Justifique

8-    É possível afirmarmos que os membros do  grupo liderado pelo professor Rainer possuíam uma certa fragilidade na formação da sua identidade e que por isso,  mais vulneráveis às  ideias que lhe conferissem  algum significado à sua existência? Haveria outras  alternativas?

9-    As cenas envolvendo a relação familiar de alguns personagens podem servir como referência para entendermos sua conduta dentro do grupo e da escola? Justifique.

10- Em um determinado ponto do filme vemos um jovem que se sente excluído (Tim) oferecendo maconha a alguns colegas, dizendo que não precisariam pagá-lo, pois são seus amigos. Essa atitude representa uma tentativa evidente do adolescente de fazer amizades e pertencer a um grupo. Como você avalia esta situação?

FILOSOFIA
Após assistir ao filme preencha o roteiro a seguir, tecendo consideração sobre:
1-    Ideologias
a)     O filme faz alusões a  diversas ideologias e formas de governo, como o
fascismo, o anarquismo, a autocracia e o nazismo. De que forma essas ideologias influenciaram os jovens ao longo do filme e quais foram  as conseqüências disso?

b)    O filme nos  mostra que outras situações podem levar à alienação política e cultivo de lideranças autoritárias, como o vazio que permeia a juventude, o consumismo desenfreado, a falta de sonhos e projetos coletivos, o desinteresse pelo campo da política  estes elementos nos permitem afirmar que a juventude, de maneira geral, pode ser manipulada facilmente? Que elementos da nossa realidade podem servir para justificar sua resposta?

c)    De que forma o envolvimento com “A Onda” serviu para modificar o comportamento e as posturas políticas dos alunos? Você considera que as mudanças foram positivas?

2-    Método de ensino
a)     O método adotado pelo professor para ensinar sobre Autocracia foi adequado? Justifique.

b)     Não se pode negar que com sua metodologia o professor conseguiu chamar a atenção dos alunos para o tema da sua disciplina. Considerando-se o resultado final obtido por ele, podemos conferir razão a Maquiavel quando ele afirmou que “os fins justificam os meios”? Justifique.

c)    Considerando-se o final trágico da história, é possível afirmarmos que o professor agiu de forma irresponsável? Sob que aspectos?

3-    Relação professor – escola – alunos

a)    É possível percebermos que o filme procura nos chamar a atenção para o fato de que a  anomia social (ausência de valores) não existe apenas em um país derrotado pela guerra, mas também nos dias atuais, onde as regras de convivência e ética estão bastante relativizadas. Os jovens alunos do professor Rainer demonstram carência de autoridade, confundindo esse sentimento com a valorização do autoritarismo. Como você percebe essa questão em nossa sociedade atual?

b)    É possível afirmarmos que a relação que o professor tinha com os demais professores da escola pode ter contribuído na formação dos seus objetivos e procedimentos profissionais? Como?

c)    Ao contrário da família de Karo, a família de Tim valoriza e elogia a escola pela experiência, entendendo que a disciplina trará bons valores ao seu filho, porém, os pais pouco conversam com ele, delegando à escola a educação do jovem. Que avaliação você faz dessa postura?

d)    Considerando que a qualidade da educação recebida pelos jovens, tanto no ambiente escolar quanto no familiar, tem relação direta com o papel que os mesmos irão exercer na sociedade, reflita como as orientações recebidas por esses aprendizes, ou a ausência delas, pode refletir no comportamento dos indivíduos na sociedade.



quarta-feira, 18 de junho de 2014

ROTEIRO PARA ACOMPANHAMENTO DO FILME FÁBRICA DE LOUCURAS


SOCIOLOGIA


1- Analise a situação do grupo de moradores da cidade de Hadleyvilleapós o fechamento da fábrica de automóveis que movimentava a economia local.


2- Como podemos analisar a atitude de Hunt Stevenson diante da situação do desespero das famílias que dependiam dos empregos gerados pela indústria?


3- Logo nos primeiros dias de parceria surgem muitos problemas principalmente relacionados às diferenças históricas e culturais entre japoneses e norte-americanos. Que diferenças são essas? Elas foram superadas? As diferenças históricas e culturais são necessariamente negativas?


4- Com o desenrolar do filme percebemos que os funcionários americanos têm dificuldades de se adaptar ao estilo toyotista, o que os deixa insatisfeitos. Por outro lado, os empresários japoneses acumulam prejuízos pela baixa produtividade e resolvem abandonar a empreitada. Como você interpreta essa situação?


5- O filme assistido mostra inicialmente como a indústria se tornou importante no século XXI. Dela dependem outros serviços básicos e a quantidade de empregos gerados por ela é considerável. Como você analisa esta questão à luz do que estudamos em nossas aulas acerca do tema?


FILOSOFIA


1- O filme mostra o choque entre dois sistemas produtivos e as culturas de trabalho por eles criadas. Observe as seguintes características e comente as diferenças utilizando-se do referencial filosófico desenvolvido nas aulas que tivemos sobre a temática


a) Método de trabalho


• Norte americana – os funcionários exercem sempre a mesma função e a produção independe da demanda. Linhas de montagem.


• Japonesa – sistema flexível onde a produção é regulada pela demanda e há menor desperdício. Ilhas de produção.


b) Direitos e deveres dos trabalhadores

• Norte americana – Direito de dispensa em ocasiões especiais e dever de realizar a sua função no processo produtivo


• Japonesa – Direito de fazer parte da equipe e dever de garantir a produtividade e a qualidade do processo.


c) Produtividade do trabalho


• Norte americana – Alta para manter os custos menores.


• Japonesa - Muito alta com estoques mínimos.


d) Qualidade da produção


• Norte americana – baixa.


• Japonesa - alta.


e) Hierarquia


• Norte americana – Pouco rigorosa e importante para manutenção da ordem.


• Japonesa - Rigorosa e de extrema importância.


f) Paradigma produtivo


• Norte americana – Fordismo.


• Japonesa – Toyotismo.



2- Faça uma reflexão acerca das principais influências que mutuamente existiram a partir das relações entre as duas culturas, apontando os possíveis ganhos e prejuízos para as partes envolvidas.

ROTEIRO PARA ANÁLISE DO FILME “SHOW DE TRUMAN”


FILOSOFIA
Com base na análise do filme, associado àquilo que discutimos em aula,  preencha o roteiro abaixo. Para tanto utilize-se dos referenciais oferecidos pelas nossas aulas no que tange ao conhecimento e à vida de acordo com a postura filosófica. Você poderá também utilizar-se dos conceitos desenvolvidos por Platão acerca do mundo da aparência e do mundo das idéias.
1.       O artificialismo da sociedade moderna
• As relações sociais e afetivas de Truman eram todas falsas. Sua mãe, seu pai, sua esposa, seu amigo eram falsos. Na sua vida e nas suas relações sociais e afetivas como é possível saber o que é real do que é falso, o que é consistente do que é inconsistente, o que é duradouro do que é temporário? Que critério você utiliza?
• A cidade de Truman parecia realmente uma cidade cenográfica, havia um artificialismo muito grande em tudo. Como você poderia identificar o artificial em nossa sociedade?
• No começo do filme a mulher de Truman diz: “para mim a minha vida particular e a pública são iguais.” Reflita sobre as conseqüências desse tipo de pensamento, ou seja, de confundir e misturar o público e o privado. Pense isso em termos sociais e políticos.
2. A sociedade “tevecêntrica”
• No filme, observamos que os telespectadores passavam o dia inteiro assistindo televisão. Na sociedade moderna a TV também ocupa um lugar de destaque. Antigamente as famílias se reuniam à noite para contar “causos”, os pais contavam sobre os acontecidos, as mães relatavam as travessuras dos filhos... Atualmente todos se reúnem diante da TV, na sala, onde é proibido falar, ela é o centro das atenções. Que reflexos podemos detectar desse tipo de comportamento para os grupos sociais, principalmente para a família?
• Em certo momento o diretor diz para Truman: “O mundo real é igual ao mundo que eu criei para você. Tem as mesmas mentiras, as mesmas decepções, mas no meu mundo você não tem nada a perder.” Por que, muitas vezes, nós preferimos a ilusão das telenovelas, dos Big Brothers à realidade que nos cerca?
3. A manipulação dos meios de comunicação de massa sobre a sociedade e sobre o indivíduo
• No filme, pudemos observar a todo momento como o show e a TV eram utilizados para vender produtos. O que sustenta um canal de TV é a venda de produto. Em que medida você se sente influenciado pelas propagandas? O que você faz ou não faz para superar essa influência?
• O diretor do Show de Truman agia como um deus, manipulando Truman e o público. Os donos dos meios de comunicação de massa em nossa sociedade agem da mesma maneira. Cite algumas medidas legais que poderiam ser tomadas para que o poder da imprensa não fosse tão grande.
• Truman foi preso desde bebê por um programa televisivo, não teve como se defender. No entanto, através de um esforço imenso, principalmente observando e refletindo sobre a sua realidade, ele conseguiu se libertar do mundo em que foi aprisionado. A nossa situação é bem melhor que a de Truman. Que ações ou comportamentos deveríamos ter para que não fiquemos tão presos e influenciados pelos meios de comunicação de massa?

SOCIOLOGIA


No final do filme, Truman decide sair do mundo artificial criado para ele e viver uma vida real. Você deverá elaborar uma crônica contando um episódio dessa nova vida. Como Truman irá se relacionar com as pessoas fora do seu show?  Lembre-se que ele não construiu nenhuma relação realmente verdadeira em sua vida, tudo era falso: sua família, seu amigo, seu trabalho. Sua crônica deverá contar como serão suas relações sociais e afetivas. Truman aproveitará algum aprendizado social que teve no show ou partirá da estaca zero? Para sua reflexão utilize-se dos referenciais teóricos oferecidos pelos nossos estudos sobre o processo de socialização. Tente, invente, seja criativo.

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

PLANO DE DISCUSSÃO FILOSÓFICA


Ver as coisas como “realmente são”

O plano a seguir foi desenvolvido com  a intenção de nos levar à reflexão acerca das prováveis interpretações às quais  nossa visão possa nos conduzir, fazendo com que pautemos nossas ações a partir de uma visão relativa da realidade que nos cerca. Reflita sobre as questões apresentadas e elabore respostas que possam ser aplicadas a cada uma delas dentro das suas especificidades. Não deixe de justificar filosoficamente suas respostas.
1-   Qual dessas duas pessoas você acha que tem maior probabilidade de ver a Lua “como ela realmente é”: uma pessoa que está na Terra olhando para a Lua, ou um astronauta que está de pé em sua superfície?
2-   Suponhamos que duas pessoas estejam olhando para o prédio de sua escola. Uma delas encontra-se a um quilômetro de distância e a outra está bem na frente do prédio, com o nariz colado na parede. Pode alguma dessas pessoas ver o prédio “como ele realmente é”?
3-   Existe uma distância exata que deva ser mantida para que possamos ver uma coisa como ela “realmente é”?
4-   Se alguém estivesse deitado olhando a parte de baixo da sua carteira enquanto você está olhando a parte de cima, isso quer dizer que a visão dessa pessoa é errada e a sua é certa?
5-   É possível cada um dos membros da sua turma ter uma impressão diferente com relação à aparência da carteira que você ocupa?
6-   É possível alguns pontos de vista serem melhores do que outros?
7-   É possível que ao apreciarmos as coisas a partir de diferentes pontos de vista fiquemos sabendo melhor “como elas são realmente”?
8-   É possível algumas coisas serem corretas e outras incorretas, seja qual for o ponto de vista do qual são observadas? Exemplifique.
9-   Quando alguém diz que você  deveria procurar “ser objetivo”, quer dizer que você deveria:
a)   Ver as coisas do ponto de vista dessa pessoa;
b)   Ver as coisas do ponto de vista dos mais experientes;
c)   Ver as coisas com maior exatidão;
d)   Considerar as coisas de quantos pontos de vista for possível ou necessário;
e)   Todas as anteriores;
f)    Algumas das anteriores. Quais?
g)   Nenhuma das anteriores.

domingo, 11 de agosto de 2013

PLANO DE DISCUSSÃO FILOSÓFICA


CONHECIMENTO
Reflita sobre as questões apresentadas a seguir, apresente as respostas com as devidas justificativas.
1-       O que é conhecimento?
2-       É possível construir o conhecimento?
3-       É possível transmitir conhecimento?
4-       A capacidade de conhecer é algo que desenvolvemos (nato) ou já nascemos com ela (inato)?
5-       Como podemos comunicar o que conhecemos?
6-       É possível comunicar o que não conhecemos?
7-       É possível  conhecer o incomunicável?
8-       Comumente as  pessoas possuem interesse em saber o que é possível conhecer verdadeiramente,  ou somente aquilo que elas consideram útil para elas?
9-       Conhecer é algo que só tem importância quando é conveniente?
10-   Há coisas que você gostaria de não ter conhecido?


quinta-feira, 4 de julho de 2013

ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE SOCIOLOGIA (1º ANO)

Boa noite caros alunos. Espero que estejam curtindo bastante as merecidas férias. Conforme nosso combinado, estou lhes enviando as orientações para o complemento da  avaliação de Sociologia, a qual deverá ser feita em papel almaço e ser entregue em forma de trabalho, com o título "ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE SOCIOLOGIA". Para tanto, façam  as seguintes atividades do nosso material didático:

- Página 37: Atividade 1 e 2;

- Página 38: atividade 3 (a,b,c) e 4 (a,b)

O prazo para entrega será a primeira semana de aula.

Um abraço a todos e bom estudo.